Security Code

 

Em 2010, o CEFIC “The European Chemical Industry Council” publicou o Código Europeu de Segurança - Actuação Responsável®.

 

Este Código, no âmbito da Actuação Responsável® e do seu compromisso para a Sustentabilidade, onde se prevê que a Indústria Química melhore contínua e sustentadamente o seu desempenho nas áreas da segurança, da saúde, do ambiente e da segurança dos bens (security) tem como finalidade e âmbito:

 

Finalidade e Âmbito


O Código Europeu de Segurança - Actuação Responsável® tem como principal objectivo a descrição de um conjunto de práticas de gestão destinadas à protecção de pessoas, das propriedades, dos produtos, dos processos de fabrico e de informação, e de outros sistemas contra quaisquer actos criminosos, maliciosos e informáticos. Também engloba as actividades específicas da Empresa ligadas à produção, ao armazenamento, à distribuição e ao transporte de produtos, bem como aprofunda a ligação com Fornecedores e Clientes.

 

Este Código foi concebido para ajudar as empresas a atingirem uma melhoria contínua do desempenho na segurança (Security) usando uma abordagem baseada na identificação do risco, na avaliação das vulnerabilidades e na prevenção e ou mitigação de incidentes.
Este documento também aborda as acções de formação, a capacidade de resposta a situações anómalas e a manutenção e a melhoria das relações com as principais partes interessadas (stakeholders) e com as autoridades.

 

A implementação deste Código deverá ter em linha de conta que a segurança (Security) é uma responsabilidade partilhada e que exige acções de todas as outras partes envolvidas, nomeadamente os clientes, os fornecedores, os prestadores de serviços e as entidades nacionais de segurança (Security).

A avaliação e a redução da ameaça global do terrorismo internacional só podem ser eficazes com o apoio competente das entidades oficiais nacionais e internacionais no combate e prevenção contra o terrorismo.

 

Relação da Segurança (Security) com os compromissos da Indústria Química


A Segurança está intimamente ligada a muitas e diferentes áreas, nomeadamente a segurança dos locais de produção (sites), na cadeia de abastecimento, no transporte e na comercialização dos produtos químicos.

O código de segurança destina-se a complementar compromissos existentes nessas áreas e aborda um conjunto de objectivos para a sensibilização de todas as partes envolvidas, contemplando e aprofundando a interacção e a reavaliação periódica das práticas de segurança tendentes a uma melhoria contínua no seu desempenho.

 

Cabe às Associações Químicas dos vários países filiadas no CEFIC a promoção e a garantia de uma implementação eficiente deste novo conceito Actuação Responsável®.

 

Cada Associação é responsável pelo desenvolvimento, implementação e execução de um programa nacional específico destinado às PME´s, elaborado conjuntamente com as empresas associadas de modo a alargar a Actuação Responsável® a toda a cadeia de valor.


Práticas de Gestão


As Práticas de Gestão da Segurança (Security) devem ser adequadas a cada empresa, complementares aos Códigos de Práticas de Gestão Actuação Responsável® e devem ter em linha de conta os abaixo resumidos princípios orientadores:

 

  1. Compromisso da Liderança de Topo das empresas na adopção de Políticas Sustentáveis de Melhoria Contínua
  2. Análise de Risco às ameaças, vulnerabilidades, probabilidades de ocorrência e consequências
  3. Implementação e desenvolvimento de medidas de segurança (security) compatíveis e adequadas aos riscos
  4. Formação e informação de segurança (security) aos trabalhadores, aos contratados, aos prestadores de serviços e a todos os parceiros na cadeia de fornecimento
  5. Comunicação, diálogo e intercâmbio de Informações, mesmo com outro tipo de indústrias, sobre questões de segurança (security)
  6. Resposta e avaliação das ameaças, dos incidentes, dos quase-acidentes e dos acidentes de segurança (security) com a implementação e partilha das respectivas acções correctivas
  7. Auditorias, Verificação e Melhoria Contínua com revisão periódica dos respectivos programas e monitorização contínua de todo o processo de segurança (security).